26 de agosto de 2009

Eu ou Deus?

Estamos vivendo um momento no cristianismo onde muitos tem vivido de maneira errada, enganados por falsas ideologias ou se afastando da Verdade, que é Jesus.
Hoje, em muitas igrejas o que mais importa é o "EU".
Importa que EU tenha uma vida próspera, tranquila, feliz, cheia de bens, sem preocupações. Importa que o EU esteja bem vestido, que todos admirem o EU. A reputação do EU deve estar sempre impecável e enquanto o EU estiver indo uma vezinha por semana na igreja nada de ruim acontecerá. Enfim! Pessoas vão até a igreja para buscar safisfação pessoal, realização financeira e social, além de outras coisas. Pastores tem estado mais preocupados em dizer aquilo que atrai as multidões do que pregar o verdadeiro Evangelho, pregar Jesus! Importa ver a igreja lotada, e não saudável, crescendo unida, vivendo os própositos de Deus, e levando o nome de Deus. Crescimento vem com a qualidade. É algo natural. Não é forçado. Ninguém deve prometer que um crente fica rico, não tem problemas e não Sans titre 1vai pro inferno. Isso é doideira!
PROSPERIDADE. Palavra interessante não é mesmo? O que podemos dizer? Afinal de contas, todos nós precisamos de roupas novas, casas, carros, viagens... Será?
Será que seu bem-estar é prioridade pra você?Jesus nos diz em Mateus 10.38 e 39:  "E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim. Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á." E também em Mateus 5.11: " Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa."
Devemos renunciar o nosso EU. Diminuir para que Deus venha a ser exaltado atráves de nós. Nossa vida deve ser vivida para a glória de Deus e não em busca dos prazeres desta terra. Quem busca o que esta terra tem para oferecer são aqueles que ainda ão ouviram ou conheceram verdadeiramente a Deus, que é o sentido de nossa existência. Nossas vidas tem um propósito muito maior que o nosso bem-estar. Devemos levar o nome de Cristo ao mundo, e não guardá-lo dentro de nós. Não sejamos egoístas, como foi dito no post anterior pelo Doug.
Ser parte do corpo de Cristo, ser um cristão não é estender as mãos para aquilo que Deus pode nos dar. O que é mais valioso já está em nós. Que é o direito que nos foi dado pela morte de Cristo de sermos filhos da adoção, de participarmos da vontade e do reino de Deus. Os que deveriam dar somos nós. Dar nosso louvor, nossa adoração, nossa vida, em rendição a Ele, porque nada pode pagar o preço da cruz.
Dinheiro é algo desse mundo. Por mais que pensemos que é algo indispensável, algo que não podemos deixar de ter, Deus é e sempre será acima de tudo isso. Mateus 6.25, 31 e 33: "Por isso vos digo: Não andeis ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?" ; "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?" ; "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas."
O que importa não somos nós, e sim que Deus seja eternamente louvado e adorado. Não somos nada comparados a grandeza dEle. Aconselho que leiam o Salmo 90, porque antes que os montes nascessem ou que se formassem a terra e o mundo, Ele já era o único e maravilhoso Deus.Aleluia!
Beijos a todos. Que possamos refletir essa pequena Palavra, fazendo a diferença e levando o nome de Crsito aonde quer que nós formos.
Jullie Nogueira (Parecida com Jesus).


23 de agosto de 2009

Quem Irá?

“Porventura não é esse o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo, e que deixeis livres os quebrantados, e que despedaces todo o jugo?Porventura, não é também que repartas o teu pão com o faminto e recolhas em casa os pobres desterrados? E vendo o nu, o cubras e não te escondas daquele que é da tua carne?”
Isaías 58.6 e 7
“E o segundo, semelhante a este é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.”
Mateus 22.39

“Conhecemos a caridade nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos.Quem, pois, tiver bens do mundo e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar o seu coração, como estará nele a caridade de Deus?Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.”
1 João 3.16-18
 "Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se amardes uns aos outros”
João 13.35
 “Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros”
Filipenses 2.4
Egoísmo. Acho que deixou de ser algo abstrato nos dias de hoje. Hoje podemos sentir, apalpar, cheirar o egoísmo que circunda a nossa sociedade. Infelizmente o egoísmo, que deveria ser algo apenas da sociedade que nos circunda, até porque como Cristo mesmo falou em João 17.16:
                      “Não são do mundo como eu do mundo não sou”
 Se não somos do mundo, aquilo que está no coração daqueles que estão no mundo não deveria estar no nosso. Mas infelizmente está. Estamos tão voltados pra nós mesmos, tentando viver o evangelho do nosso modo. Adequando algumas partes a nossa vida errada, tirando os pedaços que me façam abrir mão dos meus sonhos. Jogando fora aquilo que não me serve, e permanecendo apenas com as vitórias e com as benção, negligenciando as renúncias e os sacrifícios.
Primeiramente somos egoístas com relação a Deus, perdendo nossa visão nele e nosso foco. Somos sufocados pelas nossas vontades, e quando nos damos conta, muito tempo se passou, o nosso relacionamento com ele se esfriou. Perdemos o primeiro amor, porque preferimos fazer aquilo que nos agrada mais, do que buscarmos agradar o coração dele em primeiro lugar. Mas quando nos sentimos angustiados, oprimidos, com dificuldades, clamamos por ele e pedimos perdão pelo que fizemos, por ter deixado tanto tempo passar longe dele...Mas se verdadeiramente não estivermos dispostos, se estivermos simplesmente o buscando com interesse do nosso coração, logo nos esquecemos dele de novo.
 E em segundo lugar somos egoístas com relação aos nossos irmãos. Devemos amá-los como amamos a nós mesmos, mas não nos voltamos em nenhum momento aos que tem gritado socorro ao pé do nosso ouvido, e nós não ouvimos. Não temos tempo pra ajudar, passamos todos os dias por pessoas necessitadas e esquecemos todos os dias do que devemos fazer. O amor de Deus não é em palavras, mas em atitudes. Jesus nos falou que temos que ser luz aqui na terra.
 Mas Douglas, como eu posso ser luz aqui na terra?
 Muitos podem te dizer que é fazendo a diferença, é não se envolvendo com o mundo. Não beber, não fumar, dar bom testemunho, isso faz parte da sua vida cristã, você viver o evangelho. Mas eu falo a vocês que ser luz vai além das atitudes de nos afastarmos do mundo, porque do que adianta sermos luz e esconde-la? A nossa luz se vê quando invadirmos as trevas realmente e  soltemos as ligaduras da impiedade, e desfaçamos as ataduras do jugo, e que deixemos livres os quebrantados, e que despedacemos todo o jugo, é também que repartamos o nosso pão com o faminto e recolhamos em casa os pobres desterrados, e vendo o nu, o cubramos e não nos escondamos daquele que é da nossa carne. Quando fizermos tudo isso Deus nos diz em Isaías 58.8-10 que:
 “Então, romperá a tua luz como a alva, a tua cura brotará sem detença, a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do SENHOR será a tua retaguarda;então, clamarás, e o SENHOR te responderá; gritarás por socorro, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o dedo que ameaça, o falar injurioso;   se abrires a tua alma ao faminto e fartares a alma aflita, então, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.”
Isso é ser luz! Viver o amor de Deus em nossas vidas. Espalhar esse amor com nossas atitudes.
 Mas Deus tem se perguntado pra nós hoje, o que ele perguntou pra Isaías 6.8: A quem enviarei?Quem irá por nós?
 Quantos de nós podemos dizer eis me aqui e nos importar com o que Deus se importa. Nos compadecermos com os gritos de socorro, e amar com atitudes. Esquecermos o nosso egoísmo, e como Cristo, que entregou a vida por nós, que possamos entregar nossa vida aos nossos irmãos. Não precisamos ir pra uma áfrica pra pregar o evangelho, ou pra demonstrar amor. No Nosso Brasil podemos ver situações, pessoas que precisam de amor. O que faremos? Nos conformaremos, juntos com a igreja dos dias de hoje, ou agiremos no nome de Deus. Que Nossa Luz possa Verdadeiramente Brilhar!!!
 Na Paz de Cristo
Douglas Lopes(Parecido com Jesus)


20 de agosto de 2009

Doenças espirituais

Fala aí pessoal do Parecido.
Hoje eu não vou colocar nenhum estudo bíblico pra vocês, mas quero falar sobre aquilo que eu chamei de doenças espirituais, e hoje falarei da falsidade espiritual entrando um pouquinho em outra doença espiritual que é a inveja.
Então o que é falsidade espiritual?
A falsidade espiritual é algo que muitas vezes nos impede de nos aproximar de Deus, porque passamos a tentar mostrar pra Deus aquilo que não somos, falamos aquilo que verdadeiramente não está no nosso coração. Somos falsos com Deus, falando o que achamos bonito ou o que achamos que devemos falar, quando nosso coração passa longe das nossas frases bonitas. Estamos tão acostumados a falar “Senhor eu preciso de ti”, “Senhor eu te amo”, “Senhor pra sempre quero te adorar”, e muitas vezes não fazemos questão de viver aquilo que falamos. Esquecemos que ele sonda o nosso coração,e mentimos sobre nós mesmos pra Deus.
Ou então, quando nos propomos a buscar a Deus mas com outros interesses. Buscamos a Deus para sermos melhor que aquele fulaninho que todo mundo diz que é ungido, e queremos ter mais unção que ele, ou então aquele outro que prega bem, que tem o domínio da palavra e passamos a ler a palavra pra saber mais que ele e assim somos alimentados na nossa busca por Deus pela nossa inveja e pela nossa vaidade, e muitas vezes nem nos damos conta disso. Muitas vezes a falsidade espiritual está alojada em nosso coração e nos nem percebemos, ou então somos orgulhosos demais para admitir isso. Deus quer abrir nossos olhos para ver isso, mas será que queremos enxergar? Será que queremos abrir mão do nosso orgulho pra admitir que temos inveja do fulaninho ungido?
Só quem já passou por problemas com inveja e vaidade sabe como é difícil admitir que se tem inveja de alguém e como dói quando você quer se libertar. E se não abrimos os olhos, e se não admitimos nosso pecado, e pedirmos ajuda de Deus, essa falsidade fica alojada, nos enfraquecendo,e nos afastando de Deus.
Um dos primeiro passo pra falsidade espiritual é a inveja. Talvez você esteja ai pensando, mas eu não sou invejoso, ou então eu não busco a Deus por inveja a fulano ou fulana. Mas eu te peço pra que você sonde o seu coração nesse momento. Uma definição que eu vi que a irmã Helena Tannure, (www.blog.clube700.com.br/page/2/) que já falou que no passado tinha inveja da ministra Ana Paula Valadão, deu em seu blog, leia só, não há definição melhor:
“Inveja é a insatisfação ou irritabilidade com a conquista do outro. Sabe aquela antipatia gratuita que você sente em relação a uma pessoa que nem conhece? Normalmente esta pessoa tem características que a destacam: É bonita, bem sucedida, tem uma bela voz ou fala bem em público, ou simplesmente se destaca no meio da multidão.Então logo pensamos: “Ih! Que antipática! Pessoinha metida! Olha só, pensa que é o tal!” e desferimos contra o alvo todo o nosso veneno. “Inveja? De jeito nenhum, eu só acho que ‘fulano’ não está com essa bola toda não!”.
Será que não temos sido assim?
Veja se você não tem buscado a Deus pra ser mais espiritual do que as outras pessoas, pra ser melhor que os outros. Olhe no seu íntimo, e se você estiver, peça perdão a Deus peça a ele ajuda e força, e comece a lutar, pra que você passe a entregar a Deus momentos verdadeiros de entrega e louvor a ele. O tratamento de Deus dói. Mas melhor é estar perto dele do que longe.Deixemos Deus nos tratar!
Amém
Agradeço a todos vocês que leram esse post e espero que tenha edificado suas vidas. Desculpa o post ter ficado tão grande.
Abraço
Douglas Lopes(Parecido com Jesus)




17 de agosto de 2009

Qual Som você curte?

Tem gente que diz que não vive sem música... que não consegue passar o dia sem ouvir pelo menos uma. Bem, não sei vocês, mas eu amo música! Estilos e melodias, harmonias e ritmos diferentes, todos gostam de algum tipo de música. Mas que músicas são essas? Que tipo de música você, servo e seguidor de Jesus Cristo tem escutado e colocado em seu celular ou mp3? Será que elas tem agradado a Deus?
Em nosso meio, no meio cristão, surgem várias perguntas, como: Posso ouvir músicas seculares? Qual é o problema? É pecado? Falar desse assunto é ir no ponto fraco de muitos, quem sabe no seu também. Então vamos lá, vou tentar responder a esse tipo de perguntas e esclarecer um pouquinho as coisas.
Muitas pessoas dizem aquela famosa frase que encoberta qualquer pecado: Não tem nada a ver!Mas será que não tem mesmo? Muitos também usam a desculpa de que a música não traz nada de ruim, ou nenhum envolvimento com drogas, vícios, atitudes ruins, ou qualquer coisa parecida, que falam apenas de amor e coisas boas, então por isso podem ouvir. "Mas... E aí? Posso ou não ouvir?" Claro que você pode. Afinal, todas as coisas nos são lícitas, só que nem tudo nos convém.

Por que nós vamos perder tempo cantando e exaltando as coisas desse mundo se podemos exaltar a Deus, que é o único digno de todo o nosso louvor e adoração? "Todo ser que respira louve ao Senhor"(Salmo 150.6); "Bendirei ao Senhor em todo o tempo, seu louvor estará continuamente em minha boca." (Salmo 34.1).
Pense um pouco, as músicas que você escutam curam e libertam? Porque é isso que a Bíblia nos diz a respeito de um louvor. Pra quem você tem cantado e dançado essas músicas? Pra um namorado ou um amigo, pra você mesmo... será que algum desses é mais importante do que Jesus na sua vida?
Pessoal, nós somos servos de Deus, não há como agradar a dois senhores ao mesmo tempo, Jesus nos disse isso em Mateus 6.24. Se queremos ser parecidos com Ele precisamos gostar do que Ele gosta, e assim também, cantar e ouvir aquilo que agrade a Ele.
Não tem como dizer que entrega sua vida a Deus em partes. "Eu faço qualquer coisa por Jesus, abro mão de tudo, mas não deixo de ouvir minhas músicas..." Será que Deus se agrada de uma atitude como essa? A música é uma forma de adoração, assim como deve ser toda a sua vida. Se você não está adorando a Deus através da música que você canta, então você não pertence a Ele.Deus não quer 99% de você, Ele te quer por inteiro!Esse assunto pode se estender muito, mas hoje eu não vou levá-lo muito além não. Só deixo esse pequeno post, e espero que vocês entendam o propósito de suas vidas e tudo aquilo que Deus quer fazer através de vocês. A música é uma arma muito poderosa, usem-a para Cristo!
Reflitam nessa Palavra... eu também já fui muito presa às músicas seculares, pensava que nunca conseguiria deixar de ouví-las. Mas quando eu entendi que nada faz sentido se não for feito para Deus, eu abandonei tudo isso, deletei do PC, joguei fora os CD's... Ser Parecido com Jesus é buscar a santidade, e como ser santo sem abandonar o que é deste mundo?
Tire o "nada a ver" da sua boca e peça a Deus ajuda e forças para viver uma vida de adoração em Espírito e em verdade!
Beijos... Jullie Nogueira (Parecida com Jesus)


14 de agosto de 2009

Adolescentes, jovens e a sexualidade PARTE 3

Não espanque o palhaço 
Créditos do estudo: sexxxchurch.com
A origem latina da palavra, masturbare, é uma combinação de duas palavras. Manus (mão) e stuprare (desonrar, profranar), assim sendo originalmente masturbar significa “desonrar com a mão“.
Masturbação é pecado?
Se você conseguir se masturbar pensando em uma cachoeira ou numa paisagem, você é uma espécie digna de ser estudada.
Nossos olhos
O que nossos olhos vêem e lêem produz e controla a maior parte de nossos pensamentos. As Escrituras ensinam que os olhos são a “candeia do corpo” (Mt 6:22, 23) e que se os “olhos forem maus”, o corpo “será tenebroso”. Esta verdade descreve mais do que um fato físico. Refere-se ao que os olhos deixam entrar na mente.
Reflita sobre as seguintes observações:
1. Vejamos a definição de lascívia e luxúria: “Gratificação dos sentidos ou indulgência para com o apetite; dedicado ou preocupado com os sentidos” e “desejo sexual intenso”. A masturbação encaixa-se definitivamente nestas definições (veja Gl 5:19). Pode-se praticar a masturbação sem lascívia ou luxúria?
2. O teste seguinte é o de sua vida mental. Jesus disse: “Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para cobiçá-la, já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mt 5:27, 28). Quando uma pessoa pratica masturbação, o que se passa em sua cabeça? As cachoeiras de Paulo Afonso? Pode alguém se masturbar sem imaginar um ato sexual ou ao menos cenas sensuais? O que você acha? Se você pratica a masturbação, pode sua mente permanecer pura?
3. Em seguida, reflita sobre a santidade e a intenção da relação sexual no casamento. Sem sombra de dúvida, a masturbação é uma tentativa de experimentar as mesmas sensações que são atribuídas ao casamento. É um substituto do ato verdadeiro - uma farsa, uma falsificação, um dolo.
4. A masturbação é também totalmente egocêntrica. Uma das características do egocentrismo é a auto-indulgência. Paulo descreve o modo de vida de quem é controlado por Satanás, dizendo: “Todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos” (Ef 2:3).
5. Finalmente, a masturbação pode nos levar à escravidão. Quando uma pessoa é dominada por uma indulgência carnal, ela peca. “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências” (Rm 6:12). Paulo também diz: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas” (I Co 6:12). Você é escravo da masturbação?
Por isso, não espanque o palhaço.
Masturbação ou Onanismo: é a provocação do orgasmo através de excitações. A Bíblia não fala diretamente sobre masturbação, praticada fora das relações sexuais.
1. Há várias espécies de masturbação:Muda: excitamento por pensamentos, leituras ou contemplação;
Manual: excitação praticada com as mãos nos órgãos sexuais;
Instrumental: excitação obtida através de instrumentos.
2. Motivos da Masturbação:
Acaso e curiosidade: encontrado geralmente em crianças.
Falta de relações sexuais: a pressão do instinto sexual sem a possibilidade do ato sexual, leva o jovem à masturbação. Animais se masturbam.
Hábito: quando a masturbação se torna um vício, ela é criativa e substitui o ato sexual.
Repugnância pelo ato: desvios no conceito moral e religioso sobre sexo.
Falta de excitação no ato: geralmente quem foi viciado em masturbação, mesmo casado tende a voltar à masturbação
Idade: em geral na puberdade entre 13 a 18 anos.
Pornografia: a maior causadora da masturbação. Leituras de revistas, filmes, pensamentos eróticos.
Comportamento e ambiente daqueles que ficam solitários, desocupados, não praticam esportes, ambientes longe da família como: internatos, prisões, acampamentos de trabalho, pensões, etc. O ambiente mais apropriado para masturbação é o banheiro e o quarto.
Outros motivos podem ser apontados como: timidez, desvios, etc.
3. Perigos da Masturbação:
Produz uma adaptação dos órgãos dos sentidos. No ato normal a pessoa pode ficar insatisfeita. Não produz satisfação: sendo uma manobra desviada do natural não produz uma satisfação verdadeira. Egoísta e solitária.
Atinge a mente: no ato, o cérebro recebe excitação exterior de um fato real. Na masturbação, tem que ser produzida artificialmente pela imaginação.
Causa tristeza: tudo que não tem razão de ser, entristece. No final, em vez da união, descobre-se a solidão.
Leva a intemperança (falta de controle) por ser de fácil execução, a qualquer hora e em qualquer lugar. A masturbação não satisfazendo totalmente, leva a pessoa a praticá-la cada vez mais, chegando às vezes ao esgotamento dos órgão genitais, e cerebral.
Frieza espiritual. Todo jovem ao fim de uma masturbação sente a culpa do pecado de ter pensado numa mulher ou homem, e de ter feito algo anti-natural. Satanás se aproveita para acusá-lo e ele tem coragem de confessar a Deus e pedir-lhe ajuda.
4. Medidas contra a MasturbaçãoAdmitir que é um erro espiritual, um erro moral e físico.
Procurar esclarecimento das causas e efeitos da masturbação.
Procurar ajuda de Deus ou de outra pessoa, se abrindo em segredos. Não pense que é só você que se masturba, quase 100% dos rapazes fazem isto.
Evite literatura pornográfica, como filmes, e pensamentos eróticos.
Não fique com a mente vazia deitado até tarde.
Não demore no banheiro, nem no chuveiro, deixe a porta destrancada.
Todas as vezes que você se masturbar, confesse e peça a Deus que lhe ajude!
Lembre-se que você é uma nova criatura! E quando a tentação chegar, peça ao Espírito Santo para defendê-lo e ajudá-lo.
Se você não aprendeu ou ainda não se masturbou, não procure aprender, ou não se masturbe, pois você só tem a ganhar com isto. Não existe nenhum mal para a saúde naqueles que não se masturbam. Naturalmente, o corpo expele qualquer excesso por meios naturais, a POLUÇÃO NOTURNA. Não pense que as pressões sexuais vão lhe atingir psicologicamente.
Bom, com esse apanhado de posts espero ter esclarecido algumas dúvidas.
Um Abraço a Todos!
 Diego Moura



12 de agosto de 2009

Adolescentes, Jovens e a Sexualidade PARTE 2

Essa é a segunda parte do post, espero que vocês gostem... Aí vai:
-12 Razões para esperar até o casamento- Créditos: SexxxChurch.com
 
 
 



Para quem está habituado aos apelos sexistas do nosso tempo, é difícil compreender as razões porque esperamos pelo casamento. Não é algo que faça parte da realidade vivida pelos jovens de hoje. Quando falamos sobre esta decisão com nossos colegas de classe ou de trabalho, a reação é no mínimo de estranheza.
Porém entendo que esperar, além de ser um ato de obediência é também uma escolha. Aparentemente pode não parecer muito confortável, entretanto as conseqüências são eternas.
Pensando nisso, seguem 12 simples razões para o motivo de espera.
01. Porque eu quero, e quero muito. - Quem disse que é fácil passar pelas tentações? Porém tenho plena consciência das minhas escolhas e faço vivência delas, assim como de suas consequências. Por isso EU QUERO e escolho esperar até o casamento.
“Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz… (2Tm 2:22)
02. Para deixar de ser o centro da própria vida - Deixar Deus dominar minha vida, como o dono de tudo que tenho e sou. “Também o coração dos homens está cheio de maldade, nele há desvarios enquanto vivem.” (Eclesiastes 9:3)
03. Não desonrar a Deus - Imagino o profundo arrependimento de saber que desonrei meu Deus e a outra pessoa… sabendo que cedi à tentação da carne e que banalizei uma coisa tão perfeita que Deus fez pra mim. Tomo as palavras de José ao ser tentado: “Como poderia eu cometer uma tamanha maldade e pecar contra Deus?”
04. Ser e fazer a diferença nesta sociedade que prega sexo como profano e momentâneo - Fazemos parte de uma geração descomprometida. Tornou-se comum obter benefícios de forma imediata e desprezar as responsabilidades. Porém a orientação bíblica é que “…vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo. “ (FL. 2:15)
05. Para oferecer ao meu esposo (a) uma das maiores demonstrações de amor - Viver a imensa alegria do sexo e poder dividir isso com quem vou passar o resto da minha vida
A Bíblia não fala em tornar-se UM a toa. “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.” (Gn 2:24) Tem coisa melhor do que ser UMA SÓ CARNE com a pessoa que você passará o resto dos seus dias? “O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro…” Hb. 13.4
06. Para rever suas prioridades - A prioridade é estudar, viajar? Se minha prioridade não é casar, porque ter uma vida marital com meu namorado? “Para tudo há uma ocasião certa. Há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu.” Ec. 3.1
07. Para tomar mais cuidado comigo mesmo - Gasta-se milhões em conscientização das doenças sexualmente transmissíveis e incentivando o uso da camisinha. Ao mesmo tempo, cresce o número de jovens infectados com DSTs ou enfrentando uma gravidez inesperada. Portanto, o melhor método de prevenção é a ausência do sexo. Isso é lógico! Se eu não tenho relações com pessoas diversas, não corro o risco de pegar doença sexualmente transmissível. Esperar ainda é o melhor método! “A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual. Cada um saiba controlar o seu próprio corpo de maneira santa e honrosa, não dominado pela paixão de desejos desenfreados, como os pagãos que desconhecem a Deus. O Senhor Deus castigará todas essas práticas. Porque Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade.” I Ts 4.3-5;7
08. Filhos no tempo certo - Ter filhos no século XXI não é fácil, ainda mais um filho fora do casamento, onde estarei despreparada, trancar a faculdade, sair do emprego, etc.
09. Para respeitar e obedecer meus pais - Não me sentiria confortável contando que fui no motel com meu namorado diante do meu pai. Não me sentiria à vontade sabendo que meus pais estão preocupados que eu possa engravidar ou pegar uma doença.
Dentro do casamento as coisas mudam.
10. Para aprender que as coisas são como são, nem tudo é perfeito. E tudo bem! - As meninas foram criadas com a promessa que o príncipe encantado chegaria com o cavalo branco resgatando das aflições existentes. Bem, sabemos que a realidade é bem diferente. Enfrentar a realidade como é, sem buscar satisfação de uma ausência de carinho em vários relacionamentos, além de sábio, é prudente.
11. Para passar pela experiência da Lua-de-mel - Lua de mel deixou de ser “o grande momento” da vida do casal, passou ser um tempo de viajem e não de descoberta no mundo moderno. Eu optando por ESPERAR, a lua de mel torna a ter o verdadeiro sentido, a emoção e a descoberta. Eu quero muito isso!
12. Para testemunhar - Viver Jesus no dia de hoje é fundamental para uma vida cristã saudável pautada na Bíblia. Ter um casamento abençoado testemunhando a santidade durante o namoro para os filhos é o verdadeiro exemplo vivido.
Esperem para terceira e última parte.
Post de Diego Moura

8 de agosto de 2009

Adolescentes, Jovens e a Sexualidade


Pessoal, durante os próximos dias estaremos postando um estudo feito por um amigo nosso, o Diego… Como o estudo ficou um pouco extenso dividiremos em 3 postagens. Esperamos que vocês aproveitem.
Fiquem com Deus.
Parecida com Jesus
1ª PARTE:
Hoje em dia, muitos jovens e adolescentes (seja homem ou mulher), tem “problemas” quando o assunto é sexualidade, ainda mais quando são jovens e adolescentes crentes. Surgem muitas duvidas como: “quando eu vou encontrar um amor?”, “Porque eu devo esperar até o casamento pra fazer sexo?”,”masturbação é pecado?”.
No fundo todos nós sabemos as respostas dessas perguntas pois como seguidores de Cristo temos o Espírito Santo dentro de nós e sabemos quando devemos ou não fazer tais coisas, mas com nossa natureza pecaminosa as vezes ignoramos algumas coisas e pensamos: “ Ahh isso não tem nada a ver…”, e cometemos tais pecados.
Há algum tempo eu conheci um site chamado sexxxchurch.com e nele li muitos artigos q me esclareceram muitas coisas e me deram forças pra lutar contra a minha natureza.
O que eu vou fazer hoje é um “resumo” de tudo que eu adquiri nesses artigos e tentar transmitir a vocês, provavelmente deve ficar um pouco grande então vou dividir em algumas partes.
Parte I
-A questão do Amor –
[Escutem a música “Segredos” do Barão Vermelho pra compreender algumas partes do post]
Bom até hoje eu me pergunto: “Quando eu vou encontrar meu amor?”, atualmente, eu acho que eu encontrei mas vai saber né?
O que temos que ter em mente é: “nós colhemos oque plantamos.” Para nós podermos colher o amor temos que plantar (Gl 6:9). Tá… mas ai você me pergunta: “Como eu posso plantar o amor?, que semente é essa?” , é simples: servindo ao próximo e amando à Cristo (Gl 6:2).
Se entendermos que para sermos felizes devemos primeiro fazer o outro feliz, então estaremos semeando a mais poderosa semente. Encontraremos pessoas ao nosso redor felizes e elas farão de tudo para nos ver felizes também. E aí então abrirá espaço para a árvore do amor.
Quem sabe “numa fila de cinema, numa esquina ou numa mesa de bar” você vai encontrá-la(o). E o que é mais bonito é que as feridas dessa vida ela(e) não fará você esquecer e sim vai ajudar a cicatrizá-las, pois este amor é diferente de todos que você já encontrou. Os seus segredos serão respeitados, não apenas porque você a(o) trata bem, mas porque ela(e) te
ama.
Foi assim com o mestre. Cristo semeou e nos amou, e isso brota em nós uma vontade de amá-lo e servi-lo. Da mesma forma que ele nos amou, devemos amar o próximo (Jo.13:34), e principalmente, a pessoa com a qual queremos viver o resto de nossas vidas.
Que nós jovens e adolescentes possamos cantar: procuro um amor que eu possa completá-la(o) e que assim eu seja completo(a).  Acompanhe a Parte II
Post de Diego Moura


6 de agosto de 2009

União

Eu admito que esse post foi um post de última hora, mas é algo a ser compartilhado a cada um de vocês. Hoje, visitando a página do ministério Diante do Trono, vi uma matéria falando do contrato assinado com a Som Livre(maior distribuidora fonográfica do país), pra que a Som Lire distribua os produtos do Diante do Trono, começando já pelo próximo CD/DVD. Talvez alguns de vocês que estão lendo discordem completamente dessa atitude outros não. Mas isso não vem ao caso nesse post.Não vou falar se está errado ou não. Mas com relação a essas  coisas polêmicas, eu gosto de entrar em sites de notícias evangélicas e ver o que os crentes acham(o que nem sempre é bom, as vezes me entristece ao ver o nível da ignorância e o nível em que se encontram os crentes brasileiros) mas um daqueles comentários abriu os meus olhos. Esse comentário foi feito pelo Pr. Júnior(é a única coisa que sabemos sobre ele)leiam e reflitam(fonte do comentário>Site gospel +(www.gospelmais.com.br)
"Glória a Deus pela vida de oração que a Ana tem! Intimidade com Deus faz toda a diferença… Entrar em uma distribuidora secular, com a finalidade de alcançar mais vidas para o Reino ou ministrar em um Rodeio, onde muitos que estarão ali provavelmente ouvirão pela primeira vez falar sobre o amor de Jesus por suas vidas perdidas, para mim é tão lícito quanto ministrar dentro de uma Igreja, fortalecendo a fé do povo de Deus ou na Pça da Estação, como o DT fez aqui em BH, no útltimo sábado, na gravação do novo DVD.
Aliás, se não se pode ter CDs abençoadíssimos distribuídos por uma empresa secular, também precisamos comprar para nossas casas apenas arroz de empresa gospel, feijão de empresa cristã, carne de açougue de patrão crente e roupas de grifes evangélicas…
Povo de Deus: somos um! Ou, pelo menos, deveríamos ser! Vamos nos unir e não nos dividir, como querem os satanistas e todos os outros inimigos de Deus. Nosso Senhor nos ensinou que é nisso que verão, ou seja, o mundo verá que somos Seus discípulos, que somos parecidos com Ele: quando amarmos uns aos outros, quando não criticarmos uma Aline Barros por cantar na Xuxa, quando não amaldiçoarmos um Régis Danese por regravar um louvor com uma banda secular, quando não julgarmos uma Ana Paula ou um André por tentarem levar o evangelho a lugares e pessoas que nós ainda não conseguimos, mas sim sustentarmos suas vidas em oração, porque na verdade somos partes diferentes do mesmo Corpo, o Corpo de Cristo!"
 É tão fácil criticar, mas tão difícil orar pra que Deus sustente essas pessoas e de a direção. Quantas vezes criticamos tantos irmãos por suas iniciativas, mas não oramos por suas vidas, não oramos ra que Deus sustente essas pessoas.
Nossa, essa história do Regis Dannese com o Pique Novo, ou até mesmo quando a Aline Barros assinou com a Som Livre, foram situações que eu critiquei. Se não o fiz com a boca fiz com o coração. Mas por mais que eu possa não concordar com algumas atitudes, minha função como irmão e como corpo de Cristo era orar por suas vidas, o que não fiz.
O problema é que estamos muito acomodados na nossa bolha "gospel". Nosso mundinho evangélico onde, pastores e cantores evangélicos são apenas pra pregar pros participantes dessa bolha. Criamos o nosso mundo evangélico. Mas Deus não nos enviou aos sãos mais aos doentes(claro que temos que servir ao corpo de Cristo também), e assim como Paulo, relata em 1 Coríntios 9. 19-22, que ele se fazia de Judeu para alcançar os Judeus, de pecador para alcançar os pecadores, para alcançar os que estão no mundo temos que ir ao mundo. Na nossa bolha "Gospel" não alcançaremos o mundo. Jesus, em sua oração pelos discípulos  em João 17, do versículo 15 ao 18 fala:
"Não peço que os retires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu também não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviate ao mundo, também eu os enviei ao mundo"
Estar no mundo não significa ser do mundo ou fazer o que o mundo faz.
Temos que largar todo o nosso espírito farisaico e nossa justiça própria.
Nos achamos bom o suficiente para julgar e dizer que fulana e fulano fizeram tal coisa pelo dinheiro, fizeram aquilo por pura vaidade. Não conhecemos os propósitos de Deus para a vida delas. Devemos orar por elas, não critica-las.
 Quando agiremos como corpo de Cristo, e nos uniremos e nos suportaremos, sejam em orações, sejam em palavras motivadoras?
 Que possamos crescer e amadurecer como Crentes e perceber que essa é a vontade do pai. E perceber que somente juntos, no mesmo propósito na mesma visão e na mesma direção é que poderemos impactar a nossa cidade, o nosso bairro, o nosso Brasil pra Cristo. Que isso venha se tornar algo que queime nossos corações.
UNIDADE

Parecido Com Jesus


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

DESIGN BY:


Blog desenvolvido por Isabela Cacique.