27 de julho de 2009

Recebendo a Unção de Deus

Talvez você tenha se interessado pelo título do texto, enquanto buscava pelo que poderia fazer para receber a unção de Deus, e espera deste texto uma série de tópicos que te mostrarão como alcançar a unção de Deus. Infelizmente não farei isso nesse texto. Não existe uma formula para receber a unção dos céus. Não existe um passo a passo.Existem “requisitos básicos”, como a entrega a vontade de Deus e subseqüentemente a renúncia as nossas vontades e tantas outras coisas nas quais a cada dia quando nos dispomos somos guiados pelo Espírito Santo e pela Palavra a perceber e pela graça de Deus, somos capacitados a alcançar. Mas o que eu quero deixar pro meu coração, como um cristão que deseja a unção de Deus para que a cada dia haja uma capacitação sobrenatural no meu ministério, e pro coração de cada um de vocês que concerteza também querem o mesmo são duas palavras. Uma se encontra em Jeremias 18.1-6 e a outra em Isaías 64.8
“Palavra do Senhor que veio a Jeremias, dizendo: Dispõe-te, e desce à casa do oleiro, e lá ouvirás as minhas palavras. Desci à casa do oleiro, e eis que ele estava entregue à sua obra sobre as rodas.Como o vaso que o oleiro fazia de barro se lhe estragou na mão, tornou a fazer dele outro vaso, segundo bem lhe pareceu. Então, veio a mim a palavra do Senhor: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? — diz o Senhor; eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.”Jeremias 18.1-6
“Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro, e tu, o nosso oleiro; e todos nós obras de tuas mãos”Isaías 64.8
Bem, esses textos falam sobre Deus como nosso oleiro. Aquele que nos molda segundo a sua vontade. Esses versículos são versículos que eu gosto muito pelo fato de percebermos que somos individualmente tratados por Deus naquilo que precisamos. Não somos todos tratados pelo mesmo remédio, até porque temos diferentes doenças. Não somos todos moldados de maneira igual porque senão todos seríamos uma parte apenas do corpo de Cristo. Mas para sermos moldados, devemos estar dispostos a nós entregar a Deus e a sua vontade. Devemos estar conscientes das angústias que deixar nossas vontades e nossos sonhos podem trazer, mas a felicidade sobrenatural de fazermos a vontade dele. Estar também conscientes da ansiedade que pode trazer não termos mas certeza do nosso amanhã porque nossos planos agora pertencem a ele, mas também traz a confiança sobrenatural de sabermos que ele está no controle. A partir do momento que passamos a ser vasos nas mãos de Deus, nos tornamos recipientes. Recipientes da sua palavra, recipientes da sua presença, recipientes da sua unção. Mas muitas vezes queremos a unção, sem sermos recipientes. Queremos a capacitação do Espírito Santo, sem termos aonde “guardar” essa capacitação. Como posso querer óleo, se não tenho lugar para guardar? Como posso querer algo, que não posso guardar? Como quero a Unção de Deus, a capacitação sobrenatural para fazer o seu querer, se não tenho sido um vaso em suas mãos, se não tenho feito a sua vontade. Muitas vezes nos esquecemos que a nossa oração tem que ser seguida da nossa ação. Esquecemos de ser recipientes e nós acomodamos esperando que tudo venha do céu. E num piscar de olhos percebamos que fomos capacitados e aí sim passamos a agir e fazer a vontade de Deus. É mais cômodo e mais fácil. Isso parece tão obvio, mas não agimos assim. Queremos uma unção de ousadia para pregar ao nosso “vizinho” no ônibus, ou nosso amigo na escola, mas não tomamos uma atitude de ousadia. Como querer que Deus me acrescente em ousadia, se não tenho sido ousado. Como querer uma unção na palavra se nem a palavra de Deus estudo, ou muitas vezes queremos a unção do Senhor pra pregar, mas ao preparar sermões e palavras nos achamos suficientemente bons para preparar um sermão em nossa própria sabedoria, descartando muitas vezes o Espírito Santo. Parece algo tão ruim, mas fazemos não fazemos? Abraão só pode ter sido chamado de homem de fé, porque as suas atitudes mostravam a sua fé(Tg 2.21-23), não foi? A fé sem ações é morta(2.26). Nós coloquemos então a cada dia como recipientes de Deus, e façamos a vontade de Deus cumprindo o ministério que ele nos deu a cada dia crendo que ele tem derramado sobre nós a sua capacitação.
 Amém Parecido Com Jesus


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

DESIGN BY:


Blog desenvolvido por Isabela Cacique.